terça-feira, 28 de setembro de 2010

*1-UMA ESTÓRIA DO MOBRAL* *2-RECEITA: SOPA DA VIDA*


*UMA ESTÓRIA DO MOBRAL*

Corria o ano de 1970. Eram pouco mais de vinte homens e mulheres,
jovens e velhos. Em comum, apenas a pobreza imensa e o desejo
de aprender a ler. Conseguiu-se uma alfabetizadora. Porém, por
mais que procurassem, não conseguiram um lugar que os coubesse.
Os barracos pequenos, as famílias numerosas. Nem ao menos uma
igrejinha, um clube, um salão, um galpão - nada. Era um
lugarejo muito pobre.
Mas havia uma árvore imensa, com os ramos de tal modo
entrelaçados, que sua copa impedia a passagem do sereno e da
chuva.
E havia uma imensa vontade de aprender.
Pendurou-se o quadro-giz em um prego, cravado no tronco.
Noutro prego, cada qual trazendo seu próprio banco e sua
lamparina, reuniam-se todos, mansamente, como um bando de
vaga-lumes, debaixo da copa da árvore.
E no silêncio da noite, povoado apenas do barulho de grilos
e sapos, ouvia-se um som novo, um cantochão formado pelo
coro de professor e alunos:
Tijolo; ta, te, ti, to, tu; tatu; teto. Ti-jo-lo.

(Do livro Estórias do MOBRAL)
(Imagem da internet)

*RECEITA: SOPA DA VIDA*

INGREDIENTES:
200g de músculo
2 inhames
2 batatas-doces
2 pedaços de mandioca
1 chuchu pequeno
2 batatas inglesas
2 batatas baroa
1 cebola picada
2 folhas de espinafre
2 talos de couve
2 folhas de couve
Macarrão parafuso
(uma concha cheia)
Salsinha, cebolinha e sal a gosto.

MODO DE FAZER:
Pique em pedaços o músculo, refogue com a cebola e cozinhe na
panela de pressão até amolecer. Reserve. Lave os legumes em
água filtrada, pique-os. Refogue junto com a carne por cinco
minutos, adicione dois copos (requeijão) de água e cozinha
por seis minutos para não perder as vitaminas. Coloque no
liquidificador os legumes, a carne, as folhas de espinafre,
a couve, os talos de couve e bata. Leve para uma panela, junte
o macarrão e cozinhe por mais seis minutos. Polvilhe com
a salsa e a cebolinha e sirva.
(Revista Ana Maria)
(Imagem da internet)

sábado, 25 de setembro de 2010

*1-QUANDO O AMOR SE ENCONTRA ATÉ O SOL DEVE PARAR* *2-RECEITA: BOLO DE MILHO*


*QUANDO O AMOR SE ENCONTRA ATÉ O SOL DEVE PARAR*

Gabriela caminhou longo tempo em silêncio. Depois,
subitamente, detendo-se, volveu para mim, com uma expressão
corajosa no olhar:
- Por que gosta de mim?
Como, depois, me arrependi de não lhe ter feito esta confissão
há tanto tempo guardada! Devia ter-lhe dito que a amava
doidamente, devia tê-la abraçado e beijado mil vezes.
Que importava estivéssemos na rua? Era como se um arco-íris se
desenhasse no céu. Quando o amor se encontra, até o sol
deve parar.
(Cyro dos Anjos)
(Imagem da internet)

*RECEITA: BOLO DE MILHO*

INGREDIENTES:
3 espigas de milho (retira-se da espiga)
1 vidro de leite de coco
4 ovos
1 pitada de sal
1 pedaço pequeno de queijo tipo minas padrão, picado
11/2 xícara de açúcar
1 xícara de fubá

MODO DE FAZER:
Bater os 4 primeiros ingredientes no liquidificador. Depois,
acrescentar os demais e bater mais um pouco. Colocar no forno
para assar por cerca de 1 hora. O bolo fica cremoso.

FONTE: www.tudogostoso.com.br
(Imagem da internet)

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

*1-A LENDA DA MANDIOCA* *2-RECEITA: CARNE SECA*


*A LENDA DA MANDIOCA*

Nasceu uma indiazinha linda e a mãe e o pai tupis espantaram-se:
- Como é branquinha esta criança!
Chamaram-na Mani. Comia pouco e pouco bebia. Mani parecia
esconder um mistério.
Uma bela manhã, não se levantou da rede.
O pajé deu ervas e bebidas à menina.
Mani sorria, sem doença e sem dor.
E, sorrindo, Mani morreu.
Os pais a enterraram dentro da própria oca e regavam sua cova
com água (como era costume dos índios tupis) mas também
com lágrimas de saudade.
Um dia, perceberam que da cova de Mani rompia uma plantinha
verde e viçosa.
A planta desconhecida crescia depressa.
Poucas luas se passaram, e ela estava altinha, com um caule
forte, que até fazia a terra se rachar em torno.
- Vamos cavar? Comentou a mãe de mani.
Cavaram pouco e, à flor da terra, viram umas raízes grossas e
morenas, quase da cor dos curumins, nome que dão aos indiozinhos.
Mas, sob a casquinha marrom, lá estava a polpa branquinha,
quase da cor de Mani.
- Vamos chamá-la Mani-oca, resolveram os índios.
Transformaram a planta em alimento.
E até hoje, entre os índios do Norte e do Centro do Brasil, é este
um alimento muito importante.
E, em todo o Brasil, quem não gosta da mandioca?

(Maria Thereza C. de Glácomo)
(Imagem da internet)

*RECEITA: CARNE SECA*

INGREDIENTES:
500 g de carne seca sem gordura
4 batatas médias
1 cebola cortada em tiras finas
Orégano a gosto
2 colheres de sopa de azeite
Sal a gosto.

MODO DE FAZER:
Coloque a carne seca de molho de um dia para o outro. No dia
seguinte ferva a carne seca em água limpa durante aproximadamente
30 minutos. Cozinhe a carne seca até que ela fique bem macia
e desfie bem. Corte as batatas em cubinhos cozinhe até que
fique um pouco cozida, não muito macias. Coloque o azeite
em uma panela e frite a carne-seca, acrescente o orégano, o
sal e as batatas e misture bem até que as batatas fiquem mais macias.

FONTE: www.tudogostoso.com.br
(Imagem da internet)

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

*1-"NÃO TINHA NENHUM SONHO, NÃO VIM ATRÁS DE LIBERDADE. FUGI PARA SOBREVIVER"**2- RECEITA: DOCE MOLE DE OVOS*


*"NÃO TINHA NENHUM SONHO,...*

"Em 1999, eu, minha mãe e meu irmão fugimos para a China. Minha
mãe se casou com um chinês e nós moramos com ele por três anos,
até que vizinhos nos denunciaram, a polícia apareceu no meio da
noite e fomos mandados de volta para a Coreia do Norte. Pouco
depois, conseguimos fugir novamente e chegar a Seul. Não tinha
nenhum sonho, não vim em busca da liberdade - só queria
sobreviver. Entre 1997 e 1998, minha avó, meu avô e meu pai
morreram de fome. Atualmente, estudo psicologia na Universidade
Sogang. No começo, eu me sentia incomodada ao ouvir colegas se
referirem de maneira desrespeitosa a Kim II-sung e a Kim Jong-II.
Também ficava confusa quando diziam que muita coisa do que eu
havia aprendido lá não era verdade. Hoje, não tenho mais tanto
respeito por Kim Jong-II. Mas continuo admirando Kim II-sung.
Ele é como se fosse o nosso pai."
(Revista VEJA)
(Imagem da internet)


*RECEITA: DOCE MOLE DE OVOS*

INGREDIENTES PARA 4 PORÇÕES:
1 litro de leite longa-vida integral,
1 xícara de leite de coco,
1 xícara de coco fresco ralado,
1 xícara de açúcar refinado,
8 gemas,
1 xícara de creme de leite, de preferência o mais fresco
possível, e 1 xícara de fio de ovos.

Misture leite, leite de coco e coco numa panela. Cozinhe, em
fogo baixo, mexendo às vezes, por 1 hora e 20 minutos.
Despeje numa tigela. Reserve por 1 hora. Misture, numa panela,
açúcar e 1 e 1/2 xícara de água. Cozinhe, mexendo, até formar
uma calda grossa. Abaixe o fogo e junte as gemas batidas na
batedeira por 15 min em velocidade máxima, o creme de coco e o
creme de leite. Misture rapidamente. Cozinhe até obter um
doce cremoso. Sirva gelado com fios de ovos. Flor de menta
decora.
(Revista CARAS)
(Imagem da internet)

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

*1-PILHA ELÉTRICA* *2- RECEITA: CHÁ DE ERVA-CIDREIRA E LARANJA*





*PILHA ELÉTRICA*

Quando cheguei do colégio, joguei para lá meus sapatos, essa
geringonça calejou meus pés. Tenho um colega implicante,
sempre me chama de 'sensitiva' e diz que só sei rir como
uma louca e chorar como uma Madalena arrependida. Quem não
ri? Quem não chora?
Ontem me chamaram de 'moleirona', não faço nada de útil,
vivo por aí incapaz de reagir. Tudo isso é implicação e
inveja, porque o professor sempre conversa comigo. Vou
relaxar e deixar o barco navegar.

***Ana Maria Gonçalves***
(Imagem da internet)


*RECEITA: CHÁ DE ERVA-CIDREIRA E LARANJA*

(PARA ATÉ 8 PESSOAS)
1 xícara (chá) de folhas de erva-cidreira picadas
Casca de de 1/4 de laranja (só a parte laranja)
2 litros de água
1 colher (sopa) de mel

Ferva a água. Adicione as folhas de erva-cidreira e a casca
de laranja. Tampe e apague o fogo. Deixe descansar por 15
minutos. Coe, adicione o mel e leve à geladeira. Coloque
em garrafa térmica e sirva com o bolo de tâmaras e o de
limão.
(Revista Marie Claire)
(Imagem da internet)

sábado, 11 de setembro de 2010

*1-RECADO DE FANTASMA* *2-RECEITA:PAÇOCA*


*RECADO DE FANTASMA*

Tudo começou quando nos mudamos para aquela casa. Era um antigo
sobrado, com uma grande varanda envidraçada e um jardim. Eu me
sentia tão feliz em morar num lugar espaçoso como aquele, que
nem dei atenção aos comentários dos vizinhos, com quem fui
fazendo amizade. Eles diziam que a casa era mal-assombrada,
alguns afirmavam ouvir alguém cantando por lá às sextas-feiras.
- Deve ser coisa de fantasma! - falavam.
- Se existe, nunca vi! - E então contava a eles que as casas
antigas, como aquela, com revestimentos e assoalho de madeira,
estalam por causa das mudanças de temperatura. Isso é um
fenômeno natural, conforme meu pai havia me explicado. Mas meus
amigos não se convenciam facilmente. Apostavam que mais dia menos
dia eu levaria o maior susto.

Certa noite, três anos atrás, aconteceu algo impressionante. Meus
pais haviam saído e eu fiquei em casa com minha irmã, Beth. Depois
do jantar, fui para o quarto montar um quebra-cabeça de 500 peças,
desses bem difíceis.
Faltava um quarto para a meia-noite. Eu andava à procura de uma
peça para terminar a metade do cenário quando senti um ar gelado
bem perto de mim. As peças espalhadas pelo chão começaram a tremer.
Vi, arrepiado, cinco delas flutuarem e depois se encaixarem bem
no lugar certo. Fiquei tão assustado que nem consegui me mexer.

Só quando tive a impressão de ouvir passos se afastando é que pude
gritar e sair correndo escada abaixo. Minha irmã tentou me acalmar,
dizendo que tudo não passava de imaginação, mas eu insisti e
implorei que ela viesse até o quarto comigo. Uma segunda surpresa me
esperava: o quebra-cabeça estava montado, formando a imagem de
uma casa com um jardim bem florido. No entanto, meu jogo formava
o cenário de uma guerra espacial, eu tinha certeza!
No dia seguinte, fui até à biblioteca pesquisar o tema. Eu e Beth
encontramos dúzias de livros que tratavam de fatos extraordinários
e aparições. E a explicação para eventos desse tipo foi a seguinte:

"Hoje minha casa tem o jardim mais bonito da rua. Centenas de
lindas margaridas brancas florescem a maior parte do ano (para
total espanto da vizinhança). O fantasma? Nunca mais vi.
Decerto passeia feliz pelo jardim, nas noites de lua cheia"

(Conto de Flávia Muniz)
(Imagem da internet)

*RECEITA: PAÇOCA*

INGREDIENTES:
250 g de amendoim torrado e sem casca
250 g de bolacha maizena
1 lata de leite condensado

MODO DE PREPARO:
Bata no liquidificador a bolacha e o amendoim. Em seguida
misture o leite condensado formando uma massa. Coloque
em um recipiente, depois corte com uma faca no formato
que quiser.
FONTE:
www.tudogostoso.uol.com.br
(Imagem da internet)

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

*1-SUSPEITO DE CORTAR CABELOS DE MULHERES* *2-RECEITA: DOCINHO DE LEITE NINHO*


*SUSPEITO DE CORTAR CABELOS DE MULHERES*

Um jovem foi preso em Milwaukie, em Oregon (EUA), suspeito
de cortar o cabelo de mulheres dentro de ônibus, segundo o
G1. De acordo com a porta-voz da empresa de ônibus, Jared
Weston Walter, de 22 anos, foi flagrado com uma tesoura e
fios de cabelo de uma passageira numa madrugada e acabou
sendo preso. A vítima teria conseguido conter o suspeito
com a ajuda do motorista.
(Jornal DAQUI)
(Imagem da internet)

*RECEITA: DOCINHO DE LEITE NINHO*

INGREDIENTES:
400 g de leite Ninho em pó
400 g de açúcar refinada
2 colheres de margarina
1 copo de leite

MODO DE PREPARO:
Em uma panela, leve ao fogo todos os ingrediente acima,
mexendo sem parar por exatamente 20 minutos. Desligue
o fogo e vire a mistura homogênea em um recipiente
untado com margarina e deixe esfriar. Corte em tamanhos
pequenos ou como desejar.
FONTE: tudogostoso.uol.com.br

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

*1-O PAGADOR DE PROMESSAS* *2-RECEITA: MANDIOQUEIJO*


*O PAGADOR DE PROMESSAS*

Imaginem um homem que, para cumprir uma promessa, divide
seu sítio com os lavradores pobres e carrega uma cruz no
percurso de sete léguas, com o objetivo de depositá-la no
interior de uma igreja de Santa Bárbara. Como o padre não
lhe permite o ingresso no templo, Zé-do-Burro, depois que
é obrigado a esperar longamente que o abram, obstina-se
em permanecer diante da porta, na esperança de que se
convençam de seus propósitos santificados.
A dúvida religiosa era simples: a promessa fora feita a
Iansan, figura da crendice popular, que, embora sinônimo
de Santa Bárbara, não participa exatamente da hagiografia
cristã. O incidente criado assume, com o correr das horas,
as proporções da cidade, e o pacato Zé-do-Burro torna-se
vítima de uma tragédia, tanto no sentido das notas policiais
da imprensa, como no técnico, dado ao gênero teatral. Uma
bala precipitada liquida-o, ao fim do conflito. No mesmo
espírito irônico manipulado pelos trágicos gregos, Zé-do-
Burro, que não conseguira entrar vivo na igreja, é
transportado morto ao seu interior, em cima da cruz que
pretendera carregar.
Mas é natural que se indague: por que o herói fez tão estranha
promessa? Por que teima em cumprí-la, até o fim, apesar de
ter sido desobrigado por um ministro da Igreja? A resposta
espantará, talvez, pela simplicidade: Zé-do-Burro quer
agradecer a cura de Nicolau. Quem é Nicolau? Um burro, seu
companheiro dileto, que não o largava hora nenhuma do
dia ou da noite.
(Sabato Magaldi)
(Imagem da internet)

*RECEITA: MANDIOQUEIJO*

INGREDIENTES:
2 xícaras de chá de mandioca crua
1 gema
2 colheres de sopa de margarina
4 colheres de sopa de farinha de trigo
Sal a gosto
1 clara para empanar
Margarina para untar

MODO DE PREPARO:
Cozinhe a mandioca até desmanchar. Amasse com o garfo, acrescente
a gema, a margarina, a farinha de trigo, sal e misture bem.
Verifique o sal. Com as mãos umedecidas, faça bolinhas, empane
na clara de ovo e no queijo. Leve ao forno para assar em
fôrma untada por 20 minutos.
FONTE: tudogostoso.uol.com.br
(Imagem da internet)

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

*1-VOLTANDO DA FARRA* *2-RECEITA: BANANA DE MICROONDAS*


*VOLTANDO DA FARRA*

Depois de passar a noite na farra, o sujeito, com um arranhão
no rosto, pensa nuna desculpa enquanto dirige. Até que tem
uma brilhante idéia! Lá chegando, encontra o gato esparramado
no sofá, conforme havia pensando e sem pensar dá um tapa no
bichano, que sai gritando: "Miauuuuuu!"
A mulher acorda assustada e pergunta:
-Que barulho foi esse?
-Esse gato filho da puta! - responde o marido. - Entrei em
casa e ele pulou no meu rosto! Olha aí, me arranhou todo!
-É verdade! concorda a mulher. - Esse gato está impossível!
Olha só a chupada que ele deu no meu pescoço!

(Imagem da net)
(Jornal DAQUI)

*RECEITA: BANANA DE MICROONDAS*

INGREDIENTES:
1 banana
1/2 xícara de leite condensado
3 colheres de canela
1 bola de sorvete
1/2 xícara de castanha

MODO DE PREPARO:
Parta a banana ao meio e coloque o leite condensado e a canela.
Leve ao microondas por 2 a 3 minutos. Retire do microondas,
coloque em uma taça. Coloque uma bola de sorvete ao lado e
jogue a castanha por cima. Não precisa ir à geladeira.

FONTE: tudogostoso.uol.com.br
(Imagem da net)